Autores Molokai

Cardeal Newman

O Bem-aventurado John Henry Newman nasceu em Londres no dia 21 de fevereiro de 1801. Ainda criança, converteu-se ao calvinismo, mas na juventude evoluiu para o cristianismo anglicano, ordenando-se sacerdote em 1824. Tornou-se o líder intelectual do Movimento de Oxford, que promoveu toda uma renovação da Igreja inglesa, reavivando a liturgia e o conhecimento dos Padres da Igreja. A sua conversão ao catolicismo, em 9 de outubro de 1845, representou o passo final da sua evolução interior, mas ao mesmo tempo foi um abalo para um país que havia séculos desprezava a Igreja “romana”.

No ano seguinte, foi ordenado sacerdote católico em Roma e fez-se membro da Congregação do Oratório, fundada por São Filipe Neri. De retorno à Inglaterra, viveu muitos anos dedicado à pregação, à direção espiritual e à apologética. Sofreu forte oposição por parte dos seus antigos correligionários, mas também de alguns católicos. Em reconhecimento do seu trabalho de formador de almas, Leão XIII quis sagrá-lo Cardeal em 1879.

Como epitáfio, ele mesmo tinha pedido que se pusessem as palavras: Ex umbris et imaginibus in veritatem, “das sombras e fantasmas em direção à verdade”, referindo-se ao seu processo de conversão. Foi beatificado pelo Papa Bento XVI em 19 de setembro de 2010.

 

___

 

Fulton Sheen

Fulton John Sheen nasceu em 8 de maio de 1895 em Illinois, EUA, em uma família profundamente católica que o incentivava a rezar o rosário todos os dias. Foi ordenado

sacerdote em 1919 e ensinou teologia e filosofia na Catholic University of America até ser nomeado Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Nova York em 1951.

Sheen foi um grande comunicador. Escreveu cerca de 70 livros, além de artigos para revistas e jornais. Ficou mais conhecido pelo seu programa de rádio ‘The Catholic Hour’ (A Hora Católica) e seu programa de televisão ‘Life is Worth Living’ (Vale a Pena Viver), nos quais tratava de tópicos como casamento, política, vida intelectual, cotidiano, tudo sob a ótica da fé católica. Ganhador de dois Emmy Awards por seu programa na TV, Fulton Sheen tinha a habilidade de comunicar a mensagem do  Evangelho com sabedoria, clareza e bom humor. Morreu em 9 de dezembro de 1979, e em 2012 foi declarado venerável pelo Papa Bento XVI.

 

___

 

Tihamer Toth

 

Bispo e professor, nasceu na Hungria em 1889. Estudou na Universidade de Pázmány,  Budapeste, e foi ordenado sacerdote em 1912. Sua obra trata de temas como convivência, vocação profissional, esportes, estudos, amizade, leituras e muito mais, sempre sob a ótica cristã e com bom humor. Especializou-se em escrever para a juventude. Seu propósito de atrair jovens para Cristo nasceu na época em que foi capelão do exército austro-húngaro na Primeira Guerra Mundial, quando conheceu a profunda miséria moral em que estava a juventude de seu tempo. Tornou-se um conhecido educador, nomeado, em 1924, professor de Pedagogia na Universidade de Pázmány. Em 1916, começou um programa de rádio que se tornou famoso no país. Em 1931, foi escolhido para diretor do seminário de Budapeste. Foi sagrado bispo em 1938, mas faleceu pouco depois, em 1939. Em 1943, iniciou-se o processo para a sua beatificação. As obras de Toth podem ser aproveitadas por jovens de todos os tempos, pois tratam de valores e princípios eternos. Ele procura lidar com os anseios mais  profundos do ser humano.

Por essa razão, podemos afirmar que seus escritos não são indicados exclusivamente para jovens, mas também para pais, pedagogos e todas as pessoas desejosas de, a qualquer época da vida, crescer no amor a Deus.

 

___

 

Alexis Lépicier

 

Nasceu aos 28 de fevereiro de 1863, numa modesta casa em Vancouleurs, França. Foi o sexto de oito filhos do casal François-Henri Lépicier e Marie-Claire Hette. Ingressou na Ordem dos Servos de Maria, da qual mais tarde foi prior geral (entre 1913 e 1920). Em 1885, ob­teve o doutorado em Filosofia e Teologia pela Pontifical Urbanian Athenaeum e foi ordenado sacerdote em 19 de setem­bro do mesmo ano. Cardeal Lépicier foi um grande escritor, suas obras abordam o estudo das Sagradas Escrituras, Teo­logia, Filosofia, Apologética e Ascética. Procurou constantemente defender a fé e avivar a piedade dos fiéis. Tomou por guia e mestre a Santo Tomás de Aquino. Foi eleito arcebispo titular de Tarso em 22 de maio de 1924, e sagrado bispo sete dias depois; foi criado cardeal três anos mais tarde. Morreu em 20 de maio de 1936, após receber os sacramentos. Entre suas principais obras estão O Mundo Invisível; As Indulgências: sua Origem, Natureza e Desenvolvimento; Jesus Cristo: o Rei de Nossos Corações e O Mistério do Amor: Trinta Considera­ções sobre a Santíssima Eucaristia.

 

___

 

Padre Alípio Maia e Castro

Nasceu no dia dez de fevereiro de 1935, em Ponte de Lima, Portugal. Entrou na Opus Dei em dezessete de junho de 1955, com vinte anos de idade e se formou com Licenciatura em Direito pela Universidade de Coimbra no ano seguinte. Doutor em Direito Canônico pela Universidade Tomás de Aquino de Roma, o autor foi ordenado sacerdote em treze de agosto de 1961. Padre Alípio atua em São Paulo entre estudantes universitários desde 1962.

 

___

 

Eugene Boylan

Dom Eugene Boylan, OCR, foi um monge trapista nascido na Irlanda, em 1904, e falecido em 1964. Ordenado sacerdote em 1937, logo começou a escrever com grande profundidade mística e ao mesmo tempo prática sobre temas espirituais.  Na década de 1940, publicou dois livros, ‘Amor Sublime’ e ‘Dificuldades na Oração Mental’, sendo que ambos se tornaram best-sellers internacionais e foram traduzidos para diversas línguas. No final da década de 1950, Boylan realizou uma extensa e memorável turnê de leitura nos Estados Unidos e, em 1962, foi eleito o quarto abade de Mount St. Joseph Abbey, em Roscrea, Irlanda. Dois anos depois, partiu para a Pátria definitiva, vítima de um acidente automobilístico. Deixou aos féis católicos de todo o mundo um inesquecível legado.

 

___

 

Joseph Ratzinger / Bento XVI

A obra de Ratzinger é uma herança de valor incalculável. Sua vasta produção teológica e intelectual se traduz numa contribuição imensa não só para católicos sedentos de conhecimento das coisas santas, como também para o patrimônio cultural da humanidade. Mestre, doutor, pastor de almas zeloso, porém manso e humilde de coração, não só de suas obsessivas investigações nos campos da fé e da razão (que o levaram aos seus oito doutorados), mas também de sua história de vida, muitas vezes sofrida formou as profundezas do seu pensamento teológico, sem abandonar jamais a modéstia admirável que o caracterizou nos serviços prestados ao Corpo de Cristo. De fato, o nome Joseph Ratzinger/Bento XVI – considerado pelos grandes como o maior teólogo vivo do mundo – deverá figurar entre os dos grandes Doutores da Igreja, até o fim dos nossos tempos.

Razão Social Molokai Editora e Comércio - Endereço: Avenida 9 de Julho, 4814, SP - CNPJ:17.908.415/0001-60
© 2017 Todos dos direitos reservados.