O SACERDOTE NÃO SE PERTENCE

R$75,00

em até 6x de R$12,50 no cartão

ou R$60,00 no boleto

“O seminário sempre nos disse para sermos ‘bons padres’; jamais nos disseram para sermos vítimas voluntárias”. Encontre nestas páginas escritas por Fulton Sheen, a beleza  de ser Sacerdos-Victima, assemelhando-se, assim, a Nosso Senhor Jesus Cristo. 

Veja abaixo alguns dos capítulos:

  •  A santidade do Sacerdote
  • O Espírito Santo e o Sacerdote
  • A Eucaristia e o Corpo do Sacerdote
  • O Sacerdote e sua Mãe

45 em estoque

REF: 56 Categoria:
Peso 463 g
Dimensões 16 × 23 × 5 cm
Número de Edição

Páginas

292

Formato

16x23cm

Encadernação

Brochura com Costura

ISBN

978.8567.46070.3

Autor

Descrição

“O seminário sempre nos disse para sermos ‘bons’ padres; jamais nos disseram para sermos vítimas voluntárias. E, no entanto, não era Cristo Sacerdote uma Vítima? Não veio Ele para morrer? Ele não ofereceu um cordeiro, um touro ou pombas; Ele jamais ofereceu algo que não fosse Ele mesmo. ‘Ele se ofereceu a Deus por nós, como um Sacrifício de odor suave’ (Ef 5,2).

“Sacerdotes pagãos e sacerdotes do Velho Testamento, todos ofereciam um sacrifício que não era eles mesmos. Mas não Nosso Senhor. Ele era Sacerdos-Victima.

“Portanto, assim também temos um conceito multilado de nosso sacerdócio se o considerarmos alheio a fazer de nós mesmos vítimas, no prolongamento de sua Encarnação.

(…) Se, na Missa, comermos e bebermos a Vida Divina e não trouxermos a nossa própria morte para incorporar à Morte de Cristo por meio do sacrifício, mereceremos ser considerados parasitas no Corpo Místico de Cristo. Comeremos do pão e não daremos o trigo para moer? Beberemos o vinho e não daremos uvas para esmagar? A condição para a incorporação na Ressurreição e na Ascenção de Cristo e em sua glorificação é a incorporação em sua Morte.”